Professor de Contabilidade, Matemática e Tecnologia da Informação

Professor de Contabilidade, Matemática e Tecnologia da Informação

Professor de Contabilidade, Matemática e Tecnologia da Informação. Por ser Pedagogo utiliza um método de ensino diferenciado, motivador de seus alunos no sentido da concretização dos seus objetivos, buscando sempre um ambiente acadêmico agradável, criativo e inovador.

Professor de Contabilidade, Matemática e Tecnologia da Informação. Por ser Pedagogo utiliza um método de ensino diferenciado, motivador de seus alunos no sentido da concretização dos seus objetivos, buscando sempre um ambiente acadêmico agradável, criativo e inovador. 

 Valdivino Alves de Sousa                                                                                                                                            Baixar em PDF

Tel. residencial:  (11) 3229-9277
Tel. celular: (11) 9.9608-3728
E-mail: valdivinosousa.mat@gmail.com
Site: www.matematicosousa.com.br

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2301086202428804

Resumo

Professor de Contabilidade, Matemática e Tecnologia da Informação. Por ser Pedagogo utiliza um método de ensino diferenciado, motivador de seus alunos no sentido da concretização dos seus objetivos, buscando sempre um ambiente acadêmico agradável, criativo e inovador.

Aptidões e Competências

- Professor conteudista (Produz material didático para cada disciplina com uma linguagem fácil de entender);

-  Docente empenhado e criativo;

-  Pontual e confiável;

-  Pensamento aberto e inovador.

Formação Acadêmica

Ensino Superior – Graduação: Bacharelados e Licenciaturas

- Licenciatura em Matemática pela Universidade Paulista –UNIP; de 2009 a 2013 concluído;

- Bacharel Ciências Contábeis pelo Centro Universitário da grande Dourados UNIGRAN; de 2007 a 2012 concluído;

- Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Anhanguera de São Paulo; de 2006 a 2011 concluído;

- Licenciatura em Pedagogia pelo Centro Universitário Sant’anna -UNISANT’ANNA; de 2003 a 2007 concluído.

 Pós - Graduação – Especialização

- Especialização em Educação Matemática Comparada pela Escola Aberta do Brasil (ESAB), de 2011 a 2013 concluído;

-  Especialização em Psicopedagogia pela mesma instituição ESAB. de 2005 a 2007 concluído.

 Pós - Graduação – Mestrado

- Mestrado em Ciências da Religião (curso livre), Faculdade de Educação Teológica de São Paulo, FESP, concluído em 2006. 

  Idiomas

-  Espanhol – Leitura avançada

-  Inglês - Leitura básica

Experiência profissional

05/2016  - o momento  Instituto Universe Ltda

São Paulo –SP

 ·  Professor de cursos de Formação Profissional

Atribuições: Professor conteudista, elaboração de material didático em Cursos livres de Qualificação Profissional, entre os quais: Contabilidade prática, Administração e Matemática Financeira.

05/2010 - o momento  Alves Contabilidade e Consultoria.

· Contador

· Atribuições: Contador  responsável da Alves Contabilidade, escritório especializado no atendimento as entidades sem fins lucrativos. Autor do livro Contabilidade para Igrejas e Outras Entidades sem fins Lucrativos, publicado a 4ª edição 2013.

06/2010 – 06/2014    Faculdade de Educação do Estado de São Paulo, Fate.

 ·     .  Professor EAD

    . Disciplinas ministradas: Contabilidade Geral; Contabilidade Intermediária I e II; Matemática e Estatística para alunos do curso de Ciências Contábeis e Administração de Empresas.

06/2009 – 06/2014    Autêntica Cursos e Consultoria  Ltda

   . Professor conteudista.

  . Atribuições: Preparação e docência de cursos livres e aulas de Contabilidade visando capacitar os formandos do curso de Ciências Contábeis para a prática do dia a dia, bem como aqueles que pretendem se atualizar para o mercado. Curso de Escritório contábil Prático; Departamento Pessoal; Escrita Fiscal; Cálculo de Tributos de acordo com a forma de tributação da empresa, como: Lucro Real, Lucro Presumido, ou Simples Nacional.

02/2009 – 06/2012   Faculdades Integradas Unidas à distância de São Paulo -SP, FEDSP

·   Professor tutor

· Atribuições: Preparação de material de didático e docência de aulas de Cálculo, Estatística e Contabilidade para alunos do curso de Administração de Empresas, na modalidade EAD.

 03/2009 – 12/2012   E.E  Escola Caetano de Campos São Paulo -SP

· Professor assistente (estagiário do curso Licenciatura em Matemática).

 ·  Atribuições: Preparação de plano de aula na disciplina de Matemática, assistente do professor efetivo e substituição em sua ausência nas aulas de Matemática para alunos do Ensino Fundamental e Médio.

05/1999 – 12/2007   Grupo Premier Serviços Ltda -SP

       . Analista web e webmaster.

. Atribuições: responsável pelo planejamento, desenvolvimento e manutenção do website da empresa, suporte técnico na área de T.I, prevenção e segurança da informação.

 Conhecimentos de Informática e Matemática Computacional

- Sistemas operacionais: conhecimento avançado com Suporte, manutenção preventiva, conserto e troca de peças; Formatação e instalação de sistemas operacionais e Instalação e configuração de hardware e software; redes sem fio (wi-fi) Wirelless.

-  Desenvolvimento de sites e sistemas e sistemas web; AVA, conhecida como área de aluno para estudo em plataforma online.

  

 Principais Postagens

 Telefones 11 -3229-9277 e Celular / Whatsap: 11 - 99608-3728 
 
"Educar não é repetir palavras, é criar ideias, é encantar"  - Augusto Cury

 


http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4256472J6

 

 
 
https://www.matematicosousa.com.br

javascript:self.print()



 

Cientistas dizem ter descoberto a 'fórmula matemática da forma dos ovos'

Cientistas dizem ter descoberto a 'fórmula matemática da forma dos ovos'

Os ovos das aves despertam há muito tempo a atenção de cientistas ao redor do mundo.

Cientistas dizem ter descoberto a 'fórmula matemática da forma dos ovos' 

Os ovos das aves despertam há muito tempo a atenção de cientistas ao redor do mundo.

E, agora, um grupo de pesquisadores afirma ter descoberto a fórmula matemática que pode descrever a forma dos ovos de qualquer espécie de ave. Caso seja confirmada, seria uma descoberta almejada por muitos durante décadas.

Especialistas — da Universidade de Kent, no Reino Unido; do Instituto de Pesquisa para Tratamento Ambiental, na Ucrânia; e da empresa Vita-Market — dizem ter resolvido o enigma que intrigava matemáticos, engenheiros e biólogos interessados ​​em entender um objeto, o ovo, grande o suficiente para conter e incubar um embrião e pequeno o bastante para ser expelido pelo corpo das aves sem rolar em seguida

Leia também:

Metodologias Ativas e baixa conectividade: como planejar aulas de Matemática para o Fundamental 1

 Divulgado resultado da primeira fase da Olimpíada de Matemática

Um professor diante da tarefa de desacelerar a matemática e permitir erros

 Os cientistas publicaram sua descoberta na Annals of the New York Academy of Sciences, revista científica editado pela Academia de Ciências de Nova York, nos Estados Unidos.

O ovo é, na verdade, uma maravilha da natureza com a composição estrutural adequada para suportar o peso necessário e ser o início da vida para 10.500 espécies de aves que sobreviveram desde a época dos dinossauros.

Não é à toa que o ovo foi descrito como "a forma perfeita".

Citado pelo site especializado em ciência Eurekalert!, Darren Griffin, professor de genética da Universidade de Kent e um dos responsáveis ​​pela descoberta, disse que "processos de evolução biológica como a formação de um ovo devem ser investigados para se conseguir uma descrição matemática como base para a pesquisa em biologia evolutiva". 

Griffin acredita que a nova "fórmula universal pode ser usada em diferentes disciplinas-chave, especialmente na indústria de alimentos e avícola, e servirá como estímulo para pesquisas futuras baseadas no ovo como objeto de estudo."

Até agora, todas as análises da forma do ovo haviam sido baseadas em quatro figuras geométricas: esférica, elipsoide, ovoide e piriforme (em forma de pêra).

Os cientistas de Kent introduziram uma função adicional à piriforme, desenvolvendo assim um modelo matemático adequado para uma forma geométrica completamente nova, caracterizada como a última fase da evolução esférico-elipsoidal, que é aplicável à geometria de todos os ovos.

A nova fórmula matemática para a forma dos ovos é baseada em quatro parâmetros: comprimento do ovo, largura máxima, deslocamento de seu eixo vertical e o diâmetro na altura de um quarto do comprimento do ovo.

Buscada durante anos, a nova fórmula representa um avanço significativo na compreensão da forma do ovo em si, mas também de como e por que evoluiu — o que se espera que possibilite uma ampla variedade de aplicações biológicas e tecnológicas.

As pesquisas de alimentos, a engenharia mecânica, a agricultura, a biologia, a arquitetura e a aeronáutica já utilizavam descrições matemáticas de todas as formas básicas do ovo e são algumas das áreas em que a nova fórmula poderia ter mais impacto.

Múltiplas possibilidades

A nova fórmula representa um importante avanço com possíveis aplicações em diferentes setores.

Agora que a forma de um ovo pode ser descrita com uma fórmula matemática, os trabalhos de sistematização biológica e otimização de processos, como incubação e seleção de aves, vão ficar mais fáceis.

As características externas de um ovo são vitais para pesquisadores e engenheiros que desenvolvem tecnologias para incubação, armazenamento e seleção de ovos.

É preciso simplificar o processo de identificação usando apenas o volume, raio, superfície ou curvatura do ovo — e a fórmula recém-desenvolvida oferece uma solução a este respeito. 

em contar as possibilidades para a arquitetura e a engenharia. O ovo é um sistema natural estudado para o desenvolvimento de tecnologias de ponta.

Na arquitetura, as formas ovoides são comuns, como é o caso da sede da prefeitura de Londres e outros prédios ao redor do mundo, pois sua adoção permite suportar cargas máximas com consumo mínimo de material. A nova fórmula do ovo também deve ajudar nessa área.

A sede da prefeitura de Londres é um dos exemplos do uso da forma ovoide na arquitetura. — Foto: Domínio público/via Wikipedia

Michael Romanov, pesquisador-visitante da Universidade de Kent, argumenta que "esta equação matemática ressalta nossa compreensão e apreciação por uma certa harmonia filosófica entre matemática e biologia, e para uma maior compreensão de nosso universo a partir delas, claramente compreendido na forma de um ovo".

"Este estudo inovador revela porque a pesquisa colaborativa de diferentes disciplinas é essencial", conclui Valeriy Narushin, que também esteve envolvido no projeto.

  Fonte: BBC via G1

Conhecida como 'Capital da Matemática', Cocal dos Alves é destaque em olimpíada

Conhecida como 'Capital da Matemática', Cocal dos Alves é destaque em olimpíada

Nas 15 edições da OBMEP, o Piauí já acumulou 92 medalhas de ouro. Desse total, 45 foram conquistadas estudantes de Cocal dos Alves.
Alunos de Cocal dos Alves são medalhistas em olimpíada — Foto: Reprodução /TV Clube

   Por G1

Conhecida como 'Capital da Matemática', Cocal dos Alves é destaque em olimpíada

Nas 15 edições da OBMEP, o Piauí já acumulou 92 medalhas de ouro. Desse total, 45 foram conquistadas estudantes de Cocal dos Alves.

Gênios da Matematica: piauienses de escola pública de Cocal dos Alves se destacam na OBMEP 

A cidade de Cocal dos Alves, a 281 km de Teresina, foi apelidada por seus moradores como "Capital da Matemática", por causa do grande número de jovens da cidade medalhistas na maior competição de matemática nacional, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Tal vitória se dá em virtude da educação pública do município, referência no estado.

De acordo com Aurilene Vieira, secretaria de administração do município, o desenvolvimento de Cocal dos Alves ao longo dos anos se deu, principalmente, por causa da educação.

"Cocal dos Alves foi emancipada em 1995. Antes de ser emancipada, era conhecida como povoado de Cocal. Nesses 25 anos, a cidade cresceu muito. Hoje em dia, ela está totalmente diferente. O progresso se deu através da educação", contou Aurilene.

O ensino público do município é destaque nacional devido, principalmente, à escola Centro Estadual de Tempo Integral Augustinho Brandão (CETI Augustinho Brandão). Antes dessa escola, muitos jovens saíam do município para estudar na região Sudeste. 

Fonte: G1


Artigos do Professor Valdivino Sousa, Educação Matemática

Artigos do Professor Valdivino Sousa, Educação Matemática

O Professor Valdivino Sousa publica semanalmente sobre Educação Matemática.

O Professor Valdivino Sousa publica semanalmente sobre Educação Matemática. 

 Para ler os artigos do Professor Valdivino Sousa  acesse: 

TOP 10 NEWS 

https://www.top10news.com.br/search?q=matemática 

 

 VALOR X  MATEMÁTICA NEWS

https://www.valorx.mat.br/search?search?q=matemática 

  

D. DEZ EDUCAÇÃO MATEMÁTICA 

https://ddez.com.br/category/colunas/valdivino-alves/ 


Programa Educação Matemática

Clique e Ouça

 

 Programa de Rádio aborda sobre Educação Matemática, apresentação do professor Valdivino Sousa.

Programa de Rádio aborda sobre Educação Matemática,

 Programa de Rádio aborda sobre Educação Matemática, pois é estamos falando do Programa Educação Matemática apresentado pelo Professor e Matemático Valdivino Sousa, pela Rádio Web Educativa. É o Rádio Pela Educação Matemática. O projeto ganha força e incentivo e visa à transmissão de programas educativos-culturais, via  internet para o mundo, especificamente na divulgação da Educação Matemática. Você sabia que a Matemática é uma Ciência que está presente em tudo?

Ouça os programas Educação Matemática

Clique e Ouça

 


Publicações na área de Ciências Contábeis


Matérias de Valdivino Sousa no Portal Contábeis e R7 Clique e Leia 



Entrevista com o professor M. S. Narasimhan: Matemática para escapar da pobreza

Entrevista com o professor M. S. Narasimhan: Matemática para escapar da pobreza

Narasimhan promove a matemática entre os jovens desfavorecidos e garante que eles ofereçam oportunidades de emprego. Em 2012 foi homenageado em Madrid.

CIÊNCIA - Entrevista com o professor M. S. Narasimhan

Narasimhan promove a matemática entre os jovens desfavorecidos e garante que eles ofereçam oportunidades de emprego. Em 2012 foi homenageado em Madrid.


El Mundo – Madrid


Embora ninguém diria isso considerando sua vitalidade e sua excelente aparência, o Professor Narasimhan (Tamil Nadu, Índia, 1932) está agora com 82 anos. O seu aniversário serviu de desculpa para prestar homenagem em Madrid a este admirado matemático, cuja contribuição para a ciência tem sido tão notável como os seus esforços para promover a pesquisa de alto nível entre os jovens desfavorecidos. Começou seu trabalho na Índia e foi divulgando-o para outros países asiáticos e europeus.

A entrevista com El Mundo realizou-se pouco depois das 8 da manhã. Ainda bem que, enquanto ele acabava de fumar, decidimos ficar no banco onde costumava sentar-se Juan Ramón Jiménez, situado em frente à entrada da Residência de Estudantes, edifício emblemático onde se hospeda durante a sua estadia em Madrid.

Terminada a entrevista, partiu rapidamente para o Instituto de Ciências Matemáticas (ICMAT), onde  foi homenageado por ocasião da celebração da Conferência Indo-Espanhola de Geometria e Análise, encontro que trouxe a capital para outros colegas seus.

 Mudumbai Seshachalu Narasimhan teve uma infância difícil. Ele era o mais velho de cinco irmãos e seu pai faleceu quando ele tinha 11 anos. "Já quando eu estava indo para a escola eu me interessava muito por matemática. Quando penso nisso agora, acho que uma das razões pelas quais eu gostava tanto deles era porque em matemática você pode pensar por si mesmo, ao contrário de outras disciplinas, nas quais você eles ensinam coisas", ele reflete. Embora a sua família fosse de origem humilde, sempre o apoiaram: "Lembro-me que quando era pequeno fazia desenhos nas paredes da casa, por isso a minha família comprou-me um quadro-negro. Tivemos alguns problemas financeiros, mas eles conseguiram isso Pude estudar e sempre me incentivaram. 

 "Por que então a matemática é frequentemente vista como uma disciplina enfadonha? O professor acredita que a forma como costumam ser ensinados não é adequada e considera que se deve dedicar mais tempo à disciplina. Em vez disso, diz ele, muitas vezes se força a repetir fórmulas. "Você tem que ensiná-los como algo compreensível e mostrar que é algo que você mesmo pode resolver." No entanto, ele esclarece que “a matemática não é fácil, embora não seja tão difícil quanto muitos pensam”.

'Acho que uma das razões pelas quais eu gostava tanto de matemática quando era pequeno era porque você pode pensar por si mesmo.'

 Ciência na Índia

Nascido na mesma região que Srinivasa Ramanujan (o célebre matemático que inspirou livros como 'The Hindu Accountant', de David Leavitt, e cujas marcas de nascimento 125 anos), Narasimhan acredita que desempenhou um papel fundamental no avanço da ciência em seu país: " Claro, eu o conhecia e admirava, mas minha matemática não foi inspirada por ele. Ele me inspirou como figura, tanto eu, outros matemáticos muito jovens e todo o país. No início do século 20 não havia muito da ciência na Índia e ele mostrou que éramos capazes de fazer isso também. "

 Com o passar dos anos, a Índia se tornou um país com um grande número de cientistas de destaque, tanto em matemática como em outras áreas. “Há um grande respeito pela matemática em toda a sociedade indiana, mesmo entre o público em geral. Os matemáticos são admirados. Por isso, é fácil conseguir financiamento dos burocratas de lá, mesmo que eles não tenham conhecimento do assunto. Durante os últimos 60 ou 70 anos não tem havido problemas para obter financiamento, independente do governo ”, afirma.

 "Por outro lado, acho que tivemos muita sorte após a independência [dos britânicos, em 1947]. O primeiro homem a servir como primeiro-ministro, Jawāharlāl Nehru, entendeu que a matemática era importante para o desenvolvimento econômico. Ele entendeu que eles são um atividade intelectual que poderia prestigiar o país e dizer coisas muito bonitas sobre eles, como que eram um veículo para o pensamento científico ”, diz.

Fuga de talento

Hoje, milhares de cientistas se formam na Índia todos os anos, muitos dos quais optam por ir para o exterior: "Quando eu era jovem, os melhores matemáticos ficavam na Índia. Eles podiam estudar ou trabalhar no exterior, mas na maioria dos casos sempre voltavam. mudou um pouco, embora não por falta de oportunidades. A situação não é ruim para trabalhar na Índia. Claro, se você traduzir o que eles ganham em dólares não é muito, mas é o suficiente para viver bem. Pessoalmente, eu acho que nem eu nem as pessoas da minha geração seríamos mais felizes se tivéssemos ido para o exterior, nem do ponto de vista científico nem pessoal. "

 Depois de estudar matemática em Chennai (Madras), onde foi ensinado pelo padre Racine, um jesuíta francês que encorajou seus melhores alunos a entrar na matemática moderna que estava se desenvolvendo na França, Narasimhan recebeu seu doutorado no prestigioso TIFR (Tata Research Institute). Fundamental, de Mumbai). Depois de viver vários anos em Paris, ele retornou à Índia em 1960 para ingressar no TIFR.

O professor destaca que na maioria dos países europeus, cada vez menos o apoio é oferecido aos matemáticos, ao contrário dos Estados Unidos ou de países asiáticos como a China. "Nem mesmo a Alemanha está apoiando seus matemáticos. A França é provavelmente o melhor país europeu para esses profissionais."

Promova pesquisas de qualidade

A professora passou anos tentando promover o estudo da matemática em alto nível entre os jovens com menos recursos, tanto na Índia quanto em outros países asiáticos ou do Oriente Médio. Até ajudou jovens europeus. Apesar de ter crescido em um país pobre, ele se considera uma pessoa privilegiada que teve muita sorte, por isso procurou ajudar os outros: “Recebemos tanto que surgiu a necessidade de dar”, diz.

Grande parte desse trabalho foi realizado a partir de Trieste (Itália), onde na década de 1990 presidiu o Instituto Internacional de Física Teórica. "Nosso trabalho era promover a ciência para os jovens, embora você não possa fazer tudo por eles. Você pode encorajá-los até certo ponto." Segundo ele, em muitos países asiáticos, como China ou Índia, o nível de estudos universitários era bom, mas na hora de fazer pesquisas tinham mais dificuldades e não havia bons programas. Em Trieste, ele os colocou em contato com outros matemáticos europeus que poderiam ajudá-los.

Sua contribuição para a matemática

Para Oscar García-Prada, Professor Pesquisador do Instituto de Ciências Matemáticas (CSIC) e organizador do congresso indo-espanhol, as contribuições de Narasimhan são "de enorme importância no campo da geometria" desde o início dos anos 1960. Muito desse trabalho foi feito em conjunto com os matemáticos tambémindianos C.S. Seshadri e S. Ramanan.

 García-Prada, que conhece o professor há 20 anos, afirma que “sua pesquisa abriu vários campos de pesquisa, envolvendo matemáticos e físicos da mais alta estatura mundial, como os medalhistas Fields (Prêmio Nobel de Matemática), Sir Michael Atiyah e Sir Simon Donaldson, compartilhando com este último o prestigioso Prêmio King Faisal em 2006 ".

Sua pesquisa tem se destacado nas áreas da física teórica, como a teoria das cordas ou a teoria quântica de campos. O professor Narasimhan admite que lhe é difícil compreender a física teórica, embora tenha conseguido estabelecer uma interação entre esta disciplina e a matemática: "É uma viagem de ida e volta", afirma o professor, membro da Royal Society of London.

Oportunidades de emprego

Apesar de a matemática ser por vezes percebida como uma área de estudos com poucas oportunidades profissionais, o professor destaca que, além da pesquisa, à qual se dedica apenas uma pequena parte dos que estudam nesta disciplina, existem muitos empregos para quem procura Matemáticos. De empresas que fazem carros a empregos no setor de defesa ou espacial: "Existem muitas outras oportunidades de trabalho. Mesmo em cargos de alto nível, muitas empresas preferem matemáticos, não por causa de seus conhecimentos, mas por causa de sua estrutura mental e sua capacidade de adaptar-se ao trabalho que têm de fazer. "

Ele tem certeza de que não gostaria de se dedicar a outra coisa, embora goste de outras atividades como ler (principalmente romances policiais) e ouvir música. “Não teria mudado a minha vida profissional por outra, nem mesmo se tivesse podido escolher alguém”, afirma.

 

Biografia do professor M. S. Narasimhan

 

Fonte: El Mundo