Como a costura revolucionou o ensino de matemática em escola da Zona Leste


Como a costura revolucionou o ensino de matemática em escola da Zona Leste

Como a costura revolucionou o ensino de matemática em escola da Zona Leste

Projeto foi criado por uma demanda do grêmio estudantil da escola

Matriz, tabuada, regra de três e fração. Conceitos matemáticos muitas vezes difíceis, que precisa de repetição e exercícios para sua total compreensão. Na Escola Estadual Caramuru, na Zona Leste da Capital, esses exercícios de repetição são feitos de um jeito bem diferente do tradicional. Ao invés do lápis, borracha e do papel, entra em cena uma máquina de costura.

O projeto, chamado de “Matemática na Costura”, foi uma ideia do grêmio estudantil “Ação Jovem e Gestão”, que viu an presença da máquina de costuma no laboratório de inovação da escola uma oportunidade para inovar e elevar o interesse pelo tema.

“Essa ação é uma das formas de utilizar o espaço escolar para unir os conhecimentos teóricos e práticos. O Laboratório de Inovação permite que os alunos tenham contato com atividades de diversas áreas do aprendizado”, afirma o professor de matemática Adilson Nascimento Raimundo.
Durante todo o segundo semestre de 2019, os estudantes participaram de aulas de geometria, medidas e profundidade, e a partir do conhecimento adquirido, produziram moldes para a confecção de aventais de cozinha. O Grêmio Estudantil participava de todas as atividades, além de contar com a ajuda de uma voluntária, que auxiliou na operação do equipamento.

“O papel do grêmio estudantil é estimular o protagonismo nos jovens. Criatividade e atitude são fundamentais, e esse projeto mostrou como nossos jovens podem se inspirar com coisas do cotidiano”, pontua Sonia Maria Brancaglion, coordenadora de Grêmios Estudantis da Secretaria da Educação.

Além de aprender conceitos matemáticos de uma forma diferente e divertida, o trabalho dos estudantes também teve um cunho social: diversas pessoas da comunidade escolar foram presenteadas com as peças elaboradas, que guardam fórmulas e números de um jeito pra lá de especial.


Secretaria  Educação -SP



             

Sobre o Autor

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito, Psicanalista e Escritor. Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Autor de mais de 15  livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e  didática no ensino de Matemática. Além da Matemática atua há mais de 20 anos em Contabilidade e desde 2005 é Contador responsável da Alves Contabilidade. Outras atividades: Produtor de Conteúdo, Cientista de dados e Colunista Mtb 60.448. Semanalmente escreve para o portal D.Dez e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem. E-mail: valdivinosousa.mat@gmail.com Whatsap: 11 – –9.9608-3728 Veja Biografia

   

COMPARTILHE
Postagem Anterior
Próximo Post