Bem-Vindo ao site do Matemático Valdivino Sousa

test

Segredos sobre a vida pós faculdade que ninguém comenta



Sabemos o quanto são concorridos os vestibulares hoje em dia, e não é pra menos.
Quem está no final do ensino médio se depara com a necessidade de escolher qual será a sua profissão. Expectativa que não é só do vestibulando, mas de toda a família e pessoas próximas.

O vestibulando precisa lidar com as suas próprias dúvidas e também com as pessoas próximas. É comum ouviu: "Vai pro cursinho?", "Passou no vestibular?", "Mas você é tão inteligente, deveria fazer medicina", "Faça engenharia porque dá dinheiro" e por aí vai.
Ao entrar na faculdade, todos sentem um tipo de alívio. É como se agora você tivesse um futuro garantido. Concluir a faculdade também não é tarefa fácil, mas a tendo concluído, é como se você tivesse uma garantia de bom emprego, afinal, tem ensino superior agora, certo?

Errado!

Os tempos mudaram!

Faculdade não é garantia de emprego

Hoje em dia sabemos que há muitas pessoas graduadas sem emprego. Pesquisas apontam que exitem mais pessoas se formando do que a demanda por empregos. Mas nem tudo está perdido:

Existem muitas pessoas graduadas que trabalham numa área diferente da sua área de formação. E isso não quer dizer que elas não conseguiram ser bem sucedidas.

Se dedique para aprender o máximo, de uma chance para aquelas matérias que você considera não terem nada a ver com o curso, isso é ser mente aberta e pode te abrir novos caminhos. Isso vai te fazer pensar fora da caixa e enxergar oportunidades que ninguém havia reparado. Por isso vá para a faculdade com a mente aberta para aprender e não focado apenas em um diploma.

Empreender, lançar um produto ou serviço podem ser outra alternativa para isso.

As pessoas mais ricas do mundo não tem ensino superior

Este é um bom argumento para não prestar um curso que você não gosta apenas por que da dinheiro.

E como trabalham estas pessoas ricas para ter muito dinheiro sem ter ensino superior?

Elas se tornaram empreendedores. Enxergaram a necessidade de um produto e serviço e colocaram isso em prática com criatividade.

Atenção: não estou dizendo aqui que a faculdade é ruim ou inútil, muito pelo contrário. Por isso, repito: faça a faculdade com a intenção de tirar o máximo proveito e aprender o máximo que conseguir.

Além disso, isso não quer dizer que estas pessoas bem sucedidas não estudem; pelo contrário, estão sempre estudando e se atualizando, independente de ter acesso a uma instituição de ensino.

Exemplo: Bill Gates é um dos mais ricos do mundo e não tem ensino superior, mas em uma entrevista se declarou ser um ávido leitor: lê em média 50 livros por ano (isso dá aproximadamente 1 livro por semana). Seus livros favoritos explicam como as coisas funcionam.

Quem faz a faculdade é o aluno

Sim!

Se você fizer a faculdade buscando aprender ao máximo, lendo todos os livros obrigatórios e os indicados também, buscando realmente um conhecimento, vai se formar sabendo muito mais que um aluno da melhor universidade que só buscou ter a nota suficiente para passar.

O período na universidade é muito rico para adquirir conhecimento. Então, não tenha vergonha de perguntar e se aprofundar em temas que ninguém mais quis.

Seja curioso: todas as teorias, fórmulas e informações exigidas tem um motivo para serem assim. Buscar entender estes motivos é ótimo para se aprofundar nos estudos. Participe dos seminários, palestras e aulas extra curriculares, além de serem fontes de conhecimento, são uma oportunidade de networking, o que pode te ajudar na hora de encontrar um emprego ou trabalho por indicação.

A faculdade não te prepara para todos os desafios

Ao se formar você vai se deparar com desafios que antes acreditava que aprenderia lidar na faculdade ou até mesmo nem havia parado para pensar nisso.

A questão é que uma faculdade te prepara apenas para o lado científico da coisa. O próprio curso vai exigir que você apresente seminários e o TCC, mas nunca te prepara para falar em público.

E como reagir em uma entrevista de emprego então?

Por isso, procure melhorar neste tipo de coisa por conta própria, não espere que venha até você, pois ninguém vai te pegar pela mão e ensinar isso.


Gostou do artigo? Veja também!

Imagem: eharmony

Sobre o Autor

Prof. Ms Valdivno Sousa é Contador, Matemático, Pedagogo, Bacharel em Direito, Escritor e Mestrado em Ciências da Educação, possui mais de 20 anos de experiência, e desde 2005 é Contador responsável da Alves Contabilidade e Consultoria Tributária. Site: www.alvescontabilidade.com.br Criador do método X Y Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 10 (dez) livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados. Blogueiro Mtb 60.448, Consultor e Estrategista de Mídias Digitais. Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Comportamento, Educação Matemática e Desenvolvimento da Aprendizagem. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, Matemática Computacional e Engenharia Didática, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos numéricos, equações diferenciais, modelagem, simulações e didática no ensino de matemática. Acesse o site: www.matematicosousa.com.br E-Mail: valdivinosousa.mat@gmail.com Whatsap: 11 – 9.9608-3728

Nenhum comentário